Domingo, 22 de Agosto de 2021

DOCE MAR

IMG_20210818_162015.jpg

Oh... mar, meu doce mar

Abraças todo o rochedo

Passo contigo a divagar

Cada recanto em segredo.

 

Mar, que me amas e falas

Do azul céu que te abraça

Tens segredos que te calas

Do amor que por ti passa.

 

Mar amigo, onde me banho

Neste porto da amizade

Minhas palavras acanho

Com teu encanto de verdade.

 

Mar salgado, mar da emoção

Num tom divino e flutuante

É cor que seduz uma paixão

Do mundo amigo e marcante.

 

Mar cristalino, mar de sonho

Flui meu sentimento envolto

Com raios de um sol risonho…

Tão adornado fica o porto...

 

Mar de tom azul, vives comigo

Nas tardes límpidas de Verão

Em ti, doce mar, revejo um amigo

Que faz morada no meu coração.

tags:
publicado por perfume da esperança às 11:08
link do post | comentar | favorito (1)
7 comentários:
De Sandra a 22 de Agosto de 2021 às 15:04
Uma homenagem muito bem feita ao nosso mar! E bem merece, essas palavras de sonho que aqui partilhas, minha amiga linda! E não só o mar, também tu mereces todas as palavras lindas que existem, e que mesmo assim, serão poucas! Guardo-te no coração com imensa amizade, estima, carinho e admiração! Além de seres uma pessoa maravilhosa, escreves muitíssimo bem! Passeei contigo perto desse mar e adorei! Um abraço no coração, e muitos beijinhos para ti, amiga que adoro! Bom domingo 🌷🌼❤
De perfume da esperança a 22 de Agosto de 2021 às 22:15
Minha doce amiga, é um privilegio receber-te com todo esse carinho!
não sei como agradecer-te… não sei o que dizer-te… depois deste comentário que me encheu a alma de ternura e o coração de amizade!
És linda e generosa! Estou extremamente grata por tudo amiga! Este mar, traz muitas recordações e lembranças… hoje também é o mar que mais aprecio… É mais reservado… É mais natural… fico feliz por teres apreciado este mar invadido pela escrita, neste espaço que também é teu!
Uma feliz noite e beijinhos no teu lindo coração!
Desta amiga que te adora.
De perfume da esperança a 23 de Agosto de 2021 às 21:40
Neste mar amante da escrita
Te saúdo minha boa amiga
Neste escrito mais intimista
Guardo teu amor, que me liga…

Das teclas o meu silenciar
Fico mais sensível ao espaço
Vem a noite, que me faz te amar
Num saudoso e eterno abraço.
De Sandra a 23 de Agosto de 2021 às 22:15
Tão lindo o teu poema! Pudesse eu saber deixar-te aqui palavras dignas de ti, minha amiga linda! Mas posso, ao menos, deixar-te a certeza de que guardarei com muito amor as tuas palavras neste meu coração que é teu também, amiga doce que abraço! És demais, e tornas os dias, as noites, em toda a poesia que és tu e que amo ler.
Obrigada amiga de alma maravilhosa ❤🙏🌷
De perfume da esperança a 25 de Agosto de 2021 às 11:40
Minha Querida amiga, as tuas palavras brotam em mim toda a doçura, são um balsamo para a minha alma. És um Ser belo e luminoso! Tudo em ti flui verdadeiro. Falas com o coração que eu amo. Eu é que agradeço todo o tempo que dedicas ao meu blog.
Que o torna mais rico e acolhedor. É uma honra receber-te
neste pequeno espaço. Guardo com muito carinho no meu coração,
tudo o que me dedicas, minha linda amiga! Obrigada por tudo.
Beijinhos nessa tua alma grandiosa!
Desejo-te um dia repleto de sol!
De Zé Onofre a 22 de Agosto de 2021 às 15:20
Boa tarde, MRRJS
Logo na primeira vez que a encontro, certamente tenho andado distraído, encontro este seu texto, e logo me rendi.
Rendi-me, quando me rendo é porque tocou alguma tecla sensível que estava adormecida em mim.
Peço-lhe, então que desculpe a intrusão no seu espaço que gerirá de acordo com os seus princípios. Se achar que o que escrevo a seguir é abuso recuse.
Zé Onofre [das eras. notas à margem. comentários.]
---x---
25

2021/08/22

Lede,
Vós corajosos que me leis,
Que, por mais em segredo,
Escreva,
Haverá sempre uns olhos límpidos,
Que descobrirão o rochedo
Onde me escondo.

Lede,
Olhos ingénuos
De pureza cristalina,
O que dos recantos do passado,
Ou de um futuro profetizado,
Falo.

Lede,
Olhos ingénuos,
Que com pouco vos deixais encantar,
Com a vida que vivi,
Por entre montes e vales,
Por riachos e ribeiros,
Pelo rio,
Minha mãe Tâmega.

Vede,
Ou imaginai,
Com olhos serenos de empatia,
Aquele rapazinho
De calções,
Pés descalços – por gosto –
A descer encostas
- Mais íngremes no regresso –
Até a o Rio.
O Correia levava-nos de cruzeiro, a remos,
Por aquelas águas pacíficas
Que nos falavam de Príncipes
E moiras encantadas,
Ao caírem, alegres e cristalinas,
De pedra em pedra do açude.

Vede,
Olhos abertos
À vida, ao encanto e ao fantástico,
Aquele jovem,
Sobretudo castanho,
Apertado até ao pescoço,
Subir forte chuva e vendaval,
Ao monte de Stª Cruz,
Seu pai.


Lá no ponto mais alto,
Do penedo mais saliente,
Ouvir o vento
Falar
Da vida
Em sua plenitude
De alegrias
E conquistas fantásticas
Desta Humanidade.

Ao mesmo tempo
Que com terrível clareza
Fala das atrocidades desta mesma Humanidade.
De cruentas guerras
Que tingem de vermelho os desertos.
Que deixa restos humanos na selva
Para consumo de animais selvagens.
Que enche os rios,
Não de sedimentos que alimentam os arrozais,
Mas de sangue humano
Inútil
E inutilizado.

Vede olhos,
Com um olhar amigo
E de compaixão,
Este que agora
Escreve memórias tristes
De um Passado
Que persevera em ser Presente,
E ameaça ser Futuro
Zé Onofre


De perfume da esperança a 23 de Agosto de 2021 às 21:45
Boa noite, Zé Onofre
Fiquei completamente rendida ao seu poema!
Que nos toca profundo na alma.
Obrigada pela sua visita e pela sua notável escrita!

Com um olhar puro e singelo
Abro as portas da amizade
Ao universo delicado e belo
Com sorrisos, com verdade.

Amizade, é uma ponte, um caminho
Um mar que nos deixa saudade
Onde flutua a onda de carinho
E na escrita, o momento de liberdade.

Comentar post

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Quando eu era pequena

. Se Tiver Que Chover, Que ...

. Alegria, Dança!

. Fim de Semana

. Aos Poucos

. Por Magia

. Desejo-te

. AMIGO...

. Pe. Ronchi: Jesus não é m...

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub