Domingo, 6 de Dezembro de 2020

DIVAGANDO

natal 615.jpg

A noite galgava meu pensamento

Tornando-se tão gélida e fria

Quebrando meu silêncio doendo

O coração que o amor floria...

 

Abre-se a manhã tão chuvosa

Sopra forte o vento na janela

Minha alma esmorece nebulosa

Entre a ternura da chama da vela...

 

Ligo o rádio ouço a tua melodia

Que trespassa subtil o passado

Relembro teu amor que sorria

Nas tardes de Verão ao meu lado...

 

Divagando pelas ruas dos sonhos

Encontro a beleza da alegria

Foi encontros de dias risonhos

A flutuar nas nuances de maresia...

tags:
publicado por perfume da esperança às 15:33
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Sandra a 7 de Dezembro de 2020 às 21:37
Já tinha saudades de te ler, minha querida amiga! E que poema! Conseguiste aliar o amor, o frio, a vela e até a maresia, para transmitir algo tão belo assim! Continua sempre assim inspirada, cheia de sentimento e com essa arte de fazer poesia! Mil beijinhos, minha adorada amiga e uma noite muito tranquila para ti😘🌷🌼❤
De perfume da esperança a 8 de Dezembro de 2020 às 10:34
Oh que amável querida Sandra! Fico feliz por gostares, o seu parecer é muito importante para mim... a inspiração nem sempre vem... mas ler-te já é um grande motivo para a inspiração! Adoro-te amiga! Feliz dia! Um gigante abraço.

Comentar post

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Quando eu era pequena

. Se Tiver Que Chover, Que ...

. Alegria, Dança!

. Fim de Semana

. Aos Poucos

. Por Magia

. Desejo-te

. AMIGO...

. Pe. Ronchi: Jesus não é m...

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub